Especial - perguntas e respostas - Edição 2



É possível perceber traços de transtorno de personalidade narcisista nos sonhos?

Alguns pontos de atenção podem ser considerados:

  • Destaque à grandiosidade do sonho;

  • Quando tudo parece promover o sucesso do sonhador;

  • Quando o sonho é ruim, o pensamento nunca é sobre o que a pessoa está fazendo de errado e sim a respeito do que estão tramando contra ela;

  • Quando a pessoa tem o transtorno de personalidade e é religiosa, ela considera que todos os seus sonhos são divinos. E quando são relevantes para os interesses pessoais delas sempre serão "revelações" ou "visões”.

De um modo geral, os sonhos dessas pessoas sempre giram em torno dos seus objetivos e são contados aos codependentes, envolvendo-os de tal forma que muitas vezes gera nas vítimas um "medo de não acreditar". Também ao interpretar algum sonho do narcisista, se você não o fizer como ele deseja, ele vai ficar com raiva e te tratar como inimigo.


Por que sonhamos?

Sobretudo, o sonho é uma forma do cérebro trabalhar. A estrutura do cérebro precisa sonhar para realizar a consolidação das memórias de tudo o que foi aprendido durante o dia e que tenha valor emocional, tanto bom quanto ruim. Tudo é codificado no inconsciente e registrado como um aprendizado, com objetivo de adaptação às próximas experiências.

Eric Kandel, um dos neurocientistas mais importantes dos últimos tempos, nos anos 2000, descobriu como se dá o aprendizado no cérebro, como se formam as memórias, como ficam armazenadas durante o dia e como são transferidas para outras regiões corticais durante o sono.

Quando estamos cansados, não necessariamente precisamos dormir, mas se estamos com a memória cheia, o sono é necessário exatamente para que a transferência das memórias seja feita.

Uma das violências mais cruéis, inclusive já utilizada em guerras é a privação do sono. Pessoas que não dormem passam a sonhar acordadas, prejudicando a saúde mental e a longo prazo podem até mesmo desenvolver esquizofrenia, de forma a não distinguir mais a realidade.

A obra de Freud considerada a mais importante é a Interpretação dos Sonhos, publicada em 1900. Freud dizia que o sonho era "a via régia para o inconsciente". Daí a importância em interpretar o sonho e não simplesmente a preconização. Na psicanálise os sonhos são materiais ricos para serem trabalhados. Importante citar que o "sonhador" é o único capaz de interpretar seu próprio sonho e o analista o ajuda nessa tarefa. Um mesmo fato não terá o mesmo significado para todas as pessoas.


Terapia Cognitivo Comportamental funciona bem na ansiedade social?

Sim, há estudos que reportam percentuais de melhora acima de medicação. Mas tudo depende de neuroplasticidade.

A medicação deve ser utilizada para dar um substrato e sempre demora em torno de 3 semanas para começar a fazer efeito. É o tempo necessário para o nascimento de novos neurônios e novas conexões que vão mudar o aprendizado cotidiano, aumentar a criatividade e a própria interpretação das coisas.

É o seu organismo que vai reagir. A glândula hipófise é responsável pela interpretação da palavra. Ela metaboliza uma palavra em algo orgânico. Por exemplo quando você se entristece ao receber uma palavra de derrota em sua vida, por causa de "como isso entrou no seu cérebro". O acompanhamento na terapia vai fazer com que a expressão genética mude.

Qual a terapia indicada para o codependente ou dependente emocional?

Uma prática simples que pode ser feita é a gratidão. Isso fará com que o cérebro consiga ver as coisas boas que aconteceram durante o dia.

É um exercício que precisa de foco e de um tempo dedicado exclusivamente para isso.

Ser grato é uma condição de quem realmente não sente que merece aquilo que está recebendo. Isso produz um desapego e a boa sensação de estar sendo cuidado, amado e gera até mesmo um auto perdão.

Como fazer?

Pegue uma caderneta ou caderno e durante 21 dias seguidos anote 5 coisas de bom que aconteceu no seu dia. Reserve um tempinho uma hora antes de dormir e anote. Escolha 5 coisas que você entende que deveria ser grato (mesmo que você não sinta isso), assim, estará transformando racionalidade em emoção.

É uma forma de introduzir dentro de nós valores que inibem as nossas tendências mais primitivas. Para o psicopata os valores não estão acima do que eles querem fazer, por isso cometem tanta maldade.

O exercício da gratidão também ativa o sistema de ativação reticular. Você ficará atento durante o dia para mais tarde escrever a sua lista.

Tenho um relacionamento com uma pessoa que foi vítima de narcisista. Como devo me comportar?

Você tem que entender que é uma pessoa que devido às experiências negativas vai desconfiar muito, caso haja alguma controvérsia, mentira ou contradição.

Desconfiar é o modo de sobrevivência das vítimas. É uma defesa necessária. O sobrevivente deve ser atento aos detalhes quando for contar alguma coisa. Também deve ser paciente e ficar somente se tiver amor.

O termo "sobrevivente" é utilizado porque estudos verificaram que os níveis de cortisol nas vítimas de relacionamento abusivo se mostraram semelhantes aos de sobreviventes de guerra.

Toda vez que eu menciono para minha terapeuta que tive um relacionamento com uma pessoa com transtorno de personalidade narcisista ela desconversa. Devo trocar?

Se o profissional não conhece e não busca conhecimentos sobre relacionamentos com narcisistas perversos, infelizmente não poderá te ajudar.

O narcisista pode acreditar na sua própria mentira?

Sim, infelizmente. Como eles são atores, eles precisam incorporar um personagem que convença de fato. Por isso eles são comparados a atores de Hollywood.



texto baseado no vídeo de 29 de agosto de 2021 do canal Psicanálise & Eu no Youtube



49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo