Narcisistas - Santos do pau oco



A expressão “santo do pau oco” é muito popular, porém você talvez nunca deve ter parado pra pensar o porquê a usamos para designar uma pessoa falsa .


O motivo pelo qual a gente tem o costume de usar a expressão para falarmos de pessoas, mentirosas, hipócritas ou falsas tem um fundo histórico.


De acordo com os historiadores, a origem da expressão tem a sua origem no Brasil quando era apenas uma colônia de Portugal, lá em meados do século XVII.

Outros estudiosos e pesquisadores atribuem a expressão ao período de exploração de minério no estado de Minas Gerais, onde a extração do ouro estava a todo o vapor.

Para burlar as cobranças de impostos pesados, os mineiros sonegavam um imposto equivalente à 20% da extração de todos os metais oriundos dos garimpos no Brasil.


As imagens de santos, nessa época eram esculpidos em partes de madeiras ocas e, logo após preenchidos de ouro em pó, burlando assim, a fiscalização sem ter o trabalho de prestar contas às casas de fundição.

A circulação de metais preciosos eram extremamente vigiados e regulamentados pelas casas de fundição que eram órgãos governamentais.


Há uma crença de que a expressão também tem a ver com o fato de Portugal enviar santinhos recheados de dinheiro ilegal ao Brasil.

Mas o fato é que a desonestidade está intrinsecamente ligada ao transtorno de personalidade narcisista mesmo porque estes seres humanos com tal disfunção não medem esforços para burlar as leis e tudo que envolva regras para se obter benefícios em prol de si mesmos.


O pior de tudo é que a maioria deles, principalmente os encobertos, se impõem como defensores da lei, da moral e dos bons costumes quando por trás das cortinas são os piores infratores de tais regras.


Por isso é necessário tomar cuidado com, principalmente, aqueles no qual aparentam ser honestos, justos e morais demasiadamente pois é, muitas vezes, uma máscara para esconder seus intentos malignos


Cuidado com os Santinhos do Pau Oco!



23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo